quarta-feira, 16 de abril de 2008

Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos

A equipe Sudamérica tinha marcado um novoLargo do Pelourinho em Salvador encontro no Pelourinho para tratarmos do futuro deste Blog que vos informa. Em meu caminho para esta reunião, uma ladainha acompanhada por agogôs chega aos meus ouvidos. Não tinha como não parar e ver a missa mais sincrética que já vi na vida! Numa Igreja Católica negros cantam músicas com letras cristãs em tom de música afro, GENIAL!!!
Esta Igreja foi construída em 1704 por negros escravizados e libertos. Seguindo a moda da época, a arquitetura da Igreja é barroca e exibe os seus rococós de praxe. Sua fachada não é muito grande não, azulada e apertadinha entre dois outros prédios, não é a construção mais chamativa da região. Porém, a sua localização é privilegiada: no pé da ladeira do largo do Pelourinho (só para situar quem não conhece é este da foto de cima, no alto desta ladeira está a fundação Casa e Jorge Amado).
Lá dentro, a decoração mescla traços lusitanos com contribuições afro. Metade das paredes são cobertas por azulejos portugueses com imagens cristãs de aparições, paixão e milagres. Em cima destas peças de arte, há pequenos quadros que narram a paixão de Cristo com todos os personagens (inclusive o Cristo) negros.
Azuleiijos na Igreja de Nossa Senhora do rosários dos pretos, pelourinho SalvadorA missa ocorre às 17h e tem publico fiel (hehe desculpe o trocadilho), além é claro, dos turistas que a todo o momento chegam, entram, dão uma olhada e vão embora.
Estando no Pelourinho no final de tarde, ir a esta missa é um excelente programa para abençoar a night que sempre rola no centro histórico soteropolitano.

3 comentários:

Cathe Brandão disse...

Muito legal seu post!!!Abençoar a night é uma boa pedida para qualquer um de nós... e o dia também se possível. "Nessa cidade todo mundo é de oxum..."

Roselí Araújo disse...

Confesso ter sido atraída muitas vezes para a "Igreja dos pretos" (como ficou conhecida nos sec XVIII, por ter sido contruída por negros escravos que puderam minimamente cultuar no sincretismo seus orixás)nas terças-feiras da benção tão famosa do Pelourinho. Algumas vezes pelo ritimo estimulante dos seus atabaques na hora das oferendas para Cristo (rs), outras pelo pãozinho distribuído na porta no termino da missa!!! (rs)

Cego disse...

Ói eu aqui de novo!!

SEguinte gente: Essa igreja é maravilhosa!! Eu queria informar a vcs que uma grande amiga minha fez uma pesquisa no Mestrado sobre a igreja Rosario dos Pretos, muito boa e bem aprofundada! Se alguém precisar de mais informações, é só aparecer no Atelier Cicero Matos, que fica em frente a Nossa linda Igreja dos Pretos, e procurar a Aurivone. Grande amiga!

Boa sorte e inté + V!

Cego Zézim